Novo Edifício do Centro de Saúde de Ponta Delgada

 Infraestrutura

Centro de Saúde - Vista Aérea

A concepção do edifício, assentou em três princípios orientadores:

  • Integração
  • Identidade
  • Funcionalidade

Estes pressupostos, conduziram ao desenvolvimento de um edifício que pretende não só, estar claramente identificável com a função a que se destina, como valorizar a proximidade e interligação com o conjunto hospitalar, pela proximidade assumida quando se escolheu do terreno para a sua implantação.

Como critério essencial, foi estabelecido que as entradas destinadas aos utentes fossem imediatamente perceptíveis desde a aproximação ao equipamento que define, de forma distinta, o encaminhamento para a área condicionante mais relevante – o estacionamento de 620 lugares destinado a servir o Hospital do Divino Espírito Santo.

A entrada clara e direta é um fator de ligação e aproximação pela força e presença de um muro/alçado revestido com pedra natural da região que se estende desde o início do limite do espaço. Absorve o edifício e entradas do mesmo e vai-se diluindo na continuidade da via que conduz ao alçado posterior e segunda frente de entradas destinadas aos funcionários.

IMG_3146

 

 

Às entradas de utentes foi conferida grande transparência, onde o ambiente interior, que é perceptível do exterior, convida à descoberta do espaço, pela vivência dos pátios arborizados que envolvem as circulações e salas de espera.

 

IMG_3166

 

 

A entrada de viaturas de serviço e de abastecimentos é feita antes de se chegar ao edifício, conseguindo-se assim, não interferir com os utentes.

O edifício desenvolve-se em três pisos acima do solo, a Sul, e dois pisos acima do solo a Norte, minimizando a área de implantação e viabilizando o programa de estacionamentos composto por:

  • Estacionamento Coberto – com 24 lugares destinado a viaturas de serviço do Centro de Saúde.
  • Parque P1 – Com 620 lugares + 6 lugares (destinados a utentes com mobilidade condicionada) para apoio directo ao Hospital do Divino Espírito Santo.
  • Parque P2 – Com 120 lugares + 4 lugares (destinados a utentes com mobilidade condicionada) destinados aos utentes do Centro de Saúde.
  • Parque P3 – Com 150 lugares + 4 lugares (destinados a profissionais com mobilidade condicionada) destinados aos profissionais do Centro de Saúde

Planta do Centro de Saúde

A subdivisão em 4 pisos, hierarquiza as valências previstas apontando, como principal objectivo, que os doentes sejam atendidos no piso térreo (Entrada de Utentes) e que, no piso 1, que para todos os efeitos também é um piso térreo, acedam todos os profissionais.

Permite-se, assim, que os doentes só utilizem os dois pisos mais acessíveis, facilitando a acessibilidade inclusive a pessoas com mobilidade condicionada.

O programa distribuí os espaços pelo seguinte esquema:

Piso -1:

  • Apoio à Actividade Assistencial;
  • Apoio Geral Administrativo

 

Piso 0:

  • Átrio de Entrada das Áreas Assistenciais / Recepção Utentes;
  • Apoio à Actividade Assistencial;
  • Apoio Geral Administrativo;
  • Medicina dentária;
  • Fisioterapia;
  • Cuidados Domiciliários;
  • Tratamentos de Doenças Respiratórias;
  • Imagiologia;
  • Colheita de Amostras;
  • Saúde Pública;
  • Segurança, Higiene e saúde no Trabalho

 

Piso 1:

  • Átrio de Entrada Administrativo;
  • Cuidados de Saúde Geral e Familiar

 

Piso 2:

  • Conselho de Administração;
  • Serviços Administrativos,
  • Tesouraria e Reembolsos;
  • Espaço de Ensino e Formação

IMG_2533

 

 

Dados técnicos mais relevantes:
O Centro de Saúde ocupa, numa área de espaço exterior de cerca de 41.000 m2, a área bruta de construção total de 10.500 m2, com área de implantação de 3.105 m2 e possui estacionamento para um total de 908 lugares (incluindo os 602 de ampliação para apoio do Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, EPE).

A empreitada de construção do edifício, sob responsabilidade da Secretaria Regional da Saúde, decorreu no prazo de 24 meses a contar da data de consignação da obra em Setembro de 2011 e importou um custo de € 16.820.899,98 (IVA incluído).

Foi inaugurado em 28 de Janeiro de 2016

 

 

barra de assinatura AÇORES 2020 FEDER