Apresentação do Projeto de Ampliação e Remodelação do Centro de Saúde da Calheta – S. Jorge

 Infraestrutura

Em 30 de Maio de 2016 e no âmbito da Visita Estatutária do Governo Regional a S. Jorge, foi apresentado o Projeto de Execução da Ampliação e Remodelação do Centro de Saúde da Calheta de cujo memorando se apresenta um resumo e três painéis esquemáticos da intervenção.

As intervenções gerais nas infraestruturas do Centro de Saúde das Velas e do Centro de Saúde da Calheta têm como objetivo o aumento de capacidade e valência no domínio dos cuidados de saúde, com um cumprindo dos demais requisitos técnicos, legais e regulamentares. As intervenções permitirão, igualmente, um melhoramento na capacidade física da generalidade dos espaços, contemplando uma reorganização funcional dos mesmos, com uma otimização da disposição espacial, e, como consequência, uma melhor e maior capacidade do atendimento, a qual se manifestará numa maior diversidade de resposta das valências. De notar, ainda, que as soluções a adotar atenderão simultaneamente às condicionantes físicas e programáticas existentes no local e deverão procurar o desejado equilíbrio entre o que existe e será mantido, e o que será necessário transformar.

Em ambas as intervenções o grande objetivo será efetivamente ao nível dos circuitos dos utentes e doentes, onde, além dum melhoramento na organização funcional e espacial, se implementa um segundo elevador. Ao nível dos serviços serão asseguradas melhorias significativas nos espaços relacionados com os cuidados continuados, nomeadamente o internamento, a fisioterapia, e espaços comuns (refeitório/sala de convívio), sendo princípio fundamental desta oferta: que o doente recupere a autonomia com a maior brevidade possível, estando acamado o tempo imprescindível, e se fomente posteriormente a deslocação a espaços comuns e fisioterapia. No internamento a prioridade será a criação de instalações sanitárias por quarto e a melhoria generalizada dos espaços, já a fisioterapia será transferida para uma zona nobre, num piso destinado ao atendimento ao público por excelência e com áreas adequadas às novas exigências. Ambas as intervenções comportarão, também, uma reorganização do serviço de urgência e ambulatório com a melhoria dos circuitos e gabinetes, no Centro de Saúde das Velas será implementado um espaço de triagem.

No âmbito do concurso, a empreitada referente ao Centro de Saúde da Calheta apresenta um prazo de realização de 360 dias a partir da data da consignação e preço base no valor de € 1.150.000,00 (um milhão e cento e cinquenta mil euros). Já a empreitada do Centro de Saúde das Velas apresenta um prazo de realização de 540 dias a partir da data da consignação e preço base no valor de € 1.400.000,00 (um milhão e quatrocentos mil euros).

Centro Saúde da Calheta

O objeto de intervenção corresponde a uma construção, em betão armado, composta por dois edifícios próximos, sem qualquer ligação física, ambos concluídos no final da década de oitenta e alvo duma grande reparação após o sismo do final da década de noventa. Do exposto, prevê-se que o edificado à partida não terá sido projetado e construído de acordo com as exigências regulamentares atualmente em vigor, situação agravada pela idade do mesmo e natural degradação dos elementos construtivos e infraestruturais.

A intervenção irá, assim, comportar operações, distintas a nível técnico, de remodelação, ampliação, reformulação e requalificação, levando a uma solução que crie uma ligação única na unidade, sem ter de se passar pelo exterior, e que se traduza numa melhor articulação e operacionalidade de todo o conjunto. Em geral, é caracterizada pela remodelação e ampliação do edifício existente, e pela construção dum novo edifício. Em concreto, a intervenção compreende várias operações, nomeadamente:

  • Reorganização na construção atual. A principal operação será a desativação do atual serviço de fisioterapia, prevendo-se, ainda, alteração de valências de alguns espaços e reformulação da zona da contabilidade e dos demais espaços sujeitos a alteração;
  • Reformulação geral do Serviço de Urgência. Essencialmente, haverá alteração de valências de alguns espaços, com a devida articulação à zona ampliada, a qual comportará, também, a criação de valências para o serviço em causa;
  • Reformulação geral do Serviço de Consultas e ampliação. Proceder-se-á à alteração, desativação e criação de valências para estabelecimento do serviço de consultas, o qual será quase integralmente alocado à ampliação prevista;
  • Reformulação do Internamento. Caraterizada pela alteração das valências de alguns espaços, sendo o intuito dotar o serviço com maior número de espaços de apoio e instalações sanitárias;
  • Construção de novo corpo contíguo ao existente. A construção de um novo edifício para o alojamento: do serviço de Fisioterapia, ao nível do Piso 0, com ligação ao serviço de internamento; e serviços de Administração, ao nível do piso -1, com ligação direta para o exterior. A localização dos serviços de fisioterapia contempla acesso pelo exterior para utentes externos e acesso interno junto ao internamento para que possam, igualmente, servir aqueles utentes.
  • Requalificação e reformulação de infraestruturas ligadas às mais diversas especialidades. Revisão e requalificação geral da rede de abastecimento de águas, reformulação parcial da rede elétrica e de telecomunicações, e reformulação ao nível da Segurança Contra Incêndios nas áreas de deteção e sinalização.

 

Apresentação - Painel 1

 

Apresentação - Painel 2

 

Apresentação - Painel 3